domingo, novembro 27, 2005

Capítulo 3

O Achado

- Tesouro, nada! Disse o Guilherme. É só uma pedrona!!!!
- E se ela tiver poderes mágicos? Perguntou a Clara.
- Que é isso, Clara? Onde já se viu uma pedrona dessa ser mágica?
- Ué, pode ser, né? Por que ela estava aí escondidinha?
- Por que? Prá tampar alguma coisa !!! Disse o pai deles espantado.
- O que? Perguntaram as crianças, quase caindo dentro do buraco.
- Não sei ainda... Mas tem alguma coisa embaixo dela.
- Anda, pai!Cava mais rápido! pediu Guilherme.
O pai de Guilherme já estava cansado, mas mesmo assim continuou a cavar e conseguiu puxar a pedrona um pouco para o lado. E, para surpresa de todos apareceu um objeto enorme, todo enferrujado, embaixo da pedra.
- Um baú !!!!! Gritou o pai.
- Que coisa esquisita!! Como isto veio parar aqui? Admirou-se Guilherme.
- Eu disse que aqui tinha tesouro de pirata, disse a Clara.
- De pirata não acho que seja, porque estamos muito longe do mar, explicou o pai. Mas, que tem alguma coisa estranha tem... Olhem o que está escrito na tampa!
-Não dá pra ver direito, disse o Guilherme.
-Vamos tirar daí e limpar tudo prá vocês verem, falou o pai.

3 comentários:

Clelia Maria Iten Bittelbrunn disse...

Oi, primeiramente quero parabeniza-la pelo destaque da semana, e depois parabeniza-la pela história, seu blog ta show, um grande beijo e PARABÉNS.

Waléria disse...

Parabéns pelo destaque viu Fátima! Voltarei mais vezes pra saber do resto da história. Bjus

kel disse...

Eu ainda acho que são recordações de um antigo morador...rs

Vou ver o que é...

Beijos